Páginas

terça-feira, 9 de maio de 2017

Qual é a mais profunda cavidade da Terra?


A cavidade mais profunda da Terra é o Poço Superprofundo de Kola, que fica na Rússia. Essa cavidade foi descoberta na década de 1970, pela extinta União Soviética.

O Poço Superprofundo de Kola passou por algumas escavações, que tinham o objetivo de perfurar a crosta terrestre ao máximo para extrair rochas que possibilitassem ao homem entender a formação do planeta Terra.

No ano de 1982, as perfurações do Poço Kola alcançaram uma profundidade de 12.000 metros. Sete anos depois, em 1989, o buraco já tinha cerca de 12.262 metros, tornando-se a cavidade mais profunda já perfurada pelo homem.

A expectativa dos engenheiros responsáveis pelo projeto era alcançar a profundidade de 15.000 metros em 1993, mas o projeto acabou abandonado em razão das altas temperaturas encontradas no fundo do poço, nas camadas mais baixas da Terra.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

As alergias de onde vem?


É possível ser alérgico a um monte de coisa, por exemplo, a amendoim e pólen, duas das substâncias mais comuns de causarem sensibilidade.

As alergias por muito tempo foram um mistério para a ciência  por que nosso corpo não tolera coisas que são totalmente seguras?

Agora, mais um passo foi dado para entendê-las. Um novo estudo publicado na revista PLOS Computational Biology descobriu que certos compostos que causam alergia se assemelham a proteínas encontradas em parasitas.

Ou seja, nossas reações alérgicas são, na verdade, respostas imunes mal adaptadas: para proteger-nos, nossos corpos atacam compostos semelhantes, mas inofensivos.

A hipótese

Várias proteínas alimentares e ambientais chamadas de alérgenos são reconhecidas por um anticorpo do nosso sistema imunológico chamado imunoglobulina E (IgE).

Esta parte do sistema imunológico dos mamíferos evoluiu como um mecanismo de resposta rápida para combater artrópodes parasitas e vermes chamados helmintos.

Se a resposta do IgE foi projetada para fornecer proteção extra, e não para causar reações alérgicas, por que o faz?

Os pesquisadores desenvolveram a teoria de que alérgenos ambientais como o pólen devem compartilhar propriedades moleculares fundamentais com os antígenos de parasitas para os quais o anticorpo é especificamente orientado.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Você sabe por que as mulheres têm peitos?


No mundo primata, peitos cheios só aparecem durante o aleitamento materno. Mas esta regra não se aplica aos seres humanos. As mulheres são peitudas o tempo todo, mesmo após a menopausa (com algumas exceções, claro).

De acordo com alguns cientistas, este traço é um truque evolucionário para os homens, pois sinaliza a capacidade da mulher de alimentar seus filhos.

Peitos, para que te quero?

Mesmo que eles pareçam completos, os seios de uma mulher só são preenchidos com leite após ela dar à luz. O resto do tempo, eles são na sua maioria compostos de gordura. Então, segundo David P. Barash e Judith Eve Lipton, do Centro Nacional de Recursos de Sexualidade dos Estados Unidos, os seios humanos poderiam muito bem ser uma espécie de engano biológico.

No entanto, Barash e Lipton relatam que seios fartos facilmente poderiam sinalizar a verdade sobre a capacidade da mulher para armazenar gordura e sua fertilidade. Por exemplo, meninas antes da puberdade, sem peito, são jovens demais para ter filhos, e os peitos caídos encolhidos de mulheres mais velhas podem sugerir que elas já passaram da fase de reproduzir.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Será que o sorvete foi inventado antes da geladeira?


Pode até parecer estranho ou curioso, mas o sorvete surgiu muito antes da geladeira. Na verdade, essa refrescante sobremesa nos remete à China, há cerca de 3 mil anos.

A origem do sorvete está relacionada à neve. A delícia era preparada apenas com suco de frutas, mel e neve, formando uma espécie de raspadinha nutritiva.

A evolução do sorvete aconteceu ao longo da história, e se intensificou com a criação da refrigeração moderna. Agora, no tempo dos chineses, o gelo do inverno era usado de maneira criativa para a produção do primeiro sorvete do mundo. Isso aconteceu provavelmente no ano 1000 a.C.

Os flocos de neve fizeram tanto sucesso que Alexandre, o Grande, rei da Macedônia, introduziu a delícia na Europa. Ele teria buscado a mistura de salada de frutas, mel e neve no Oriente.

Os árabes também teriam participado dessa história. Pesquisadores afirmam que eles teriam aperfeiçoado a receita da China, acrescentando mais ingredientes à neve. Os árabes também dizem que "sorvete" é uma palavra que vem do idioma árabe, derivada de sharbat, que significa bebida fresca na tradução literal para o português.

Como podemos perceber, são várias as histórias sobre a criação do sorvete, mas, independentemente da origem certeira, podemos dizer que uma coisa não deixa dúvidas: o sorvete apareceu antes da geladeira.

Na história dessa maravilhosa e refrescante sobremesa, babilônios, egípcios, gregos e romanos aproveitaram o sabor incrível das frutas misturadas à neve. E vale ressaltar que a neve que era utilizada na produção do antigo sorvete vinha diretamente do alto das montanhas, o que tornava essa produção bastante cara e difícil.

Para conservar o sorvete, os antigos povos armazenavam a delícia em buracos revestidos de madeira, gelo comprimido e palha. Outra informação relevante: o refrigerador só apareceu no final do século XIX.

Fonte: Site de Curiosidades

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Tenha cuidado com os gatos domésticos


Seu gato parece indomável? Algumas novas pesquisas sobre a psicologia dos nossos companheiros felinos favoritos revelaram que eles podem ser muito mais neuróticos e resistentes a receber ordens do que se pensava anteriormente.

É bonitinho, mas…

As pesquisas mais recentes sobre gatos mostram que só começamos a compreender a complexidade destes animais.

Um novo estudo, liderado pelos pesquisadores do Zoológico Bronx (Estados Unidos) e da Universidade de Edimburgo (Reino Unido), comparou o gato doméstico (Felis silvestris catus) com o gato selvagem escocês (Felis silvestris grampia), o leopardo-nebuloso (Neofelis nebulosa), o leopardo-das-neves (Panthera uncia) e o leão africano (Panthera leo), e, essencialmente, concluiu que os gatos domésticos são como leões em miniatura em termos de sua personalidade.

Metodologia de pesquisa

Cada uma das espécies do estudo foi definida de acordo com uma variedade de tipos de personalidade. Esta categorização psicométrica é normalmente utilizada por alguns profissionais de saúde mental para descrever personalidades humanas, mas foi adaptada para as criaturas felinas.

Os pesquisadores observam que comparar a personalidade humana a animais não humanos ajuda a melhorar a nossa compreensão da evolução de certas características psicológicas.

Existem cinco categorias diferentes. São elas:

1. Abertura (apreciação geral para novas informações e experiências);
2. Conscienciosidade (aproximadamente análogo a autodisciplina);
3. Extroversão (amplitude de experiência);
4. Afabilidade (preocupação com a harmonia social);
5. E neuroticismo (tendência a experimentar estresse e emoções negativas).

Cada uma destas categorias tem seus subconjuntos, que ajudam os pesquisadores no momento da categorização.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...